Design de Interação

Home

\

Serviços

\

UX

\

Design de interação

A maneira como o usuário irá interagir com o seu sistema é de extrema importância para garantir uma experiência satisfatória e inesquecível. Conheça o trabalho do design de interação, que garante o sucesso da interatividade do seu projeto.

Design de Interação

O que é o design de interação?

O design de interação é uma área da TI e do design focada na interatividade do usuário com o sistema. Ou seja: o profissional tem sua atenção completamente voltada para como o usuário vai enviar, receber e responder com as informações contidas no aplicativo ou site. Ele se preocupa com aspectos como usabilidade, design gráfico, funcionalidade e legibilidade para entregar interatividade.

mockup banco votorantin
Banco Votorantin

Esta é uma das abordagens do UX que foca em uma das muitas facetas da experiência do usuário. O propósito é fazer análises e planejamentos de todos os pontos da interatividade, tanto em sistemas digitais, quanto físicos. Para isso, o designer de interação procura formas de prever como as pessoas vão interagir com o sistema que ele está desenvolvendo.

Assim, os usuários podem ter contato com os produtos digitais de um jeito mais simples, intuitivo e objetivo. 

Qual é a relação entre design de interação e design de experiência


diagrama para boas experiencias de usuário



Antes de falarmos sobre as diferenças entre elas, vamos voltar um pouco para explicar exatamente o que é cada frente. Como falamos anteriormente, o design de interação é especificamente uma disciplina que estuda a interação (através de uma interface) entre um sistema e o usuário. Já o design de experiência investiga se as pessoas vão usar um produto. Dentro dessa análise, o profissional aborda ciências comportamentais e estudos em fatores motivacionais. Geralmente, o design de experiência leva em conta um escopo muito mais amplo do que a usabilidade em si, olhando para o que atrai uma pessoa para o serviço, o que os ajuda a compreendê-lo e usá-lo, como tudo isso se integra no contexto de suas vidas.

A relação entre as duas frentes não é um assunto exatamente claro, pois trata-se de áreas muito novas e diretamente envolvidas na criação dos projetos. Apesar das diferenças entre elas não serem tão óbvias, alguns especialistas defendem que o design de interação é uma subdivisão dentro da frente de user experience design.

Se refletirmos, faz muito sentido! Afinal, a interação do usuário com o produto também é uma responsabilidade do UX design. Sendo assim, podemos afirmar que o UX design é uma área mais ampla do estudo da entrega de sistema “usável” aos usuários.

Onde o design de interação pode ser usado?

O design de interação pode ser usado em aplicativos, sites, jogos virtuais, sistemas ou qualquer outro projeto em que seja necessário criar um ambiente interativo. Existe uma preocupação com a interface e o impacto que ela causa nos usuários, e também com os aspectos sociais daquele produto na vida do público, incluindo a reação emocional originada pela experiência.

Quais são as principais aplicações do design de interação?

Falando em termos práticos, o design de interação fica responsável por criar wireframes, mockups e protótipos de sites ou aplicativos, enquanto os outros profissionais são responsáveis por fazer o planejamento geral, criar a estrutura e conteúdo. Wireframes são uma representação gráfica da disposição dos itens no sistema. Como é apenas um rascunho, não é necessário que o layout tenha a arte final. Essa ferramenta é usada para definir conceitos que precisam estar inseridos nas interfaces. Os mockups são versões mais realistas do projeto, com uma foto ou imagem de como ele ficará depois de pronto.

Podem acontecer diversas etapas nesse processo. Geralmente, a equipe do design de interação começa pensando, debatendo e mapeando como a experiência do usuário vai acontecer, definindo como eles irão navegar pelo sistema. É criado o framework, a base para o desenho de todas as telas restantes. Depois disso, é hora de mapear a arquitetura de informação final e o conteúdo de cada tela. Por fim, definimos como funcionarão os elementos de navegação, como responsividade, menus, links, detalhes que farão a experiência do usuário ficar na memória do seu cliente. 

Quais são os benefícios?

Os maiores benefícios de se investir no design de interação são os atributos que ele traz ao projeto em relação à interatividade e capacidade de captar o interesse do público. O designer de interação garantirá que o projeto seja bonito, fácil de usar, útil e eficaz.

Através do trabalho desse profissional, é possível evitar o problema de criar projetos em que as ideias são ótimas, mas o usuário não entende como interagir ou não consegue engajar com o sistema, desistindo de usá-lo. 

De acordo com princípios do design de interação de Don Norman, que é Design Thinker, Cientista Cognitivo, e um dos maiores gurus do Design, podemos elencar algumas vantagens de utilizar um profissional de design de interação no seu projeto: 

Diagrama Design de interação


Visibilidade

As funções mais visíveis são aquelas em que o usuário provavelmente será capaz de saber o que fazer em seguida. Do contrário, quando as funções estão fora de vista, tornam-se mais difíceis de encontrá-la e usá-la.

Feedback

É o retorno da informação consequente à ação realizada, permitindo que a pessoa continue com a tarefa. No design de interação pode ser um áudio, no formato tátil, visual, ou combinações destes. Sem um Feedback sobre a ação, os usuários podem desligar os equipamentos em momentos indevidos ou repetir comandos, executando a mesma tarefa mais de uma vez.

Restrições

A maneira mais segura de tornar alguma coisa fácil de usar é tornar impossível de fazê-la de outro modo, pois reduz a quantidade de escolhas.

Mapeamento

É um termo técnico que significa o relacionamento entre duas coisas. Aqui, seriam os controles e seus movimentos, e os resultados dessa relação no mundo. Quase todos os produtos precisam de algum tipo de mapeamento entre os seus controles e as ações que eles executam, como por exemplo ao dirigir um carro, quando para virar a direita, giramos o volante no sentido dos ponteiros do relógio, de modo que a parte superior também se mova para a direita.

Consistência

Referente ao design de interfaces, no qual precisamos ter operações e elementos similares para realizar tarefas semelhantes. Por exemplo: o uso do mesmo comando para selecionar todos os objetos em qualquer circunstância, ou o uso de um botão sempre na mesma cor, formato e posição para submeter um formulário.

Affordance

Esse é um termo que não tem uma tradução literal para o português, mas trata-se da percepção de um objeto ou interface ser tão óbvio, que os usuários já sabem de forma intuitiva como utilizá-lo. Um exemplo disso é o botão de um mouse, que pela forma como ele é fisicamente restringido em seu escudo de plástico em relação a posição do dedo do usuário, fica claro que ele pode ser pressionado.

Como a Attri pode trazer soluções de UX para o seu projeto?

A Attri é uma empresa focada em criar estratégias digitais e projetos de UX. Por meio de estudos, pesquisa e um design inteligente, oferecemos a melhor experiência ao usuário. Fazemos um trabalho aprofundado, entendendo as dores e identificando as oportunidades de inovação da marca através de um produto eficiente, encantador e com uma excelente experiência.

Entender e valorizar o conceito do UX é preservar o futuro dos negócios, garantindo a criação de novos produtos e serviços com constantes melhorias para resolver com eficiência as principais dores do usuário.

Fique por dentro de tudo que rola no mundo da tecnologia e usabilidade
Receba artigos de especialistas em UX aplicada à tecnologia, com todas as novidades da área.
Basta deixar seu e-mail abaixo.
Obrigado! Sua inscrição foi realizada com sucesso!
Ops! Algo deu errado na tua assinatura. Tente novamente!
UX/UI Design

UI/UX Wordpress

UX

UX/UI Design

Arq. de Informação

Ux