A publicidade tradicional sempre se baseou na interrupção para mostrar produtos e serviços. A ideia era chamar atenção das pessoas durante suas tarefas diárias — na ida ao trabalho, ao assistir um programa na televisão, em um passeio no shopping. Mas, com o surgimento da internet, nasce uma nova forma de se comunicar: o Inbound Marketing, que se baseia na atração para se destacar e conquistar novos clientes. 

inbound marketing



Resumidamente, o inbound é uma estratégia que atrai, encanta e, então, converte. Também denominado como marketing de atração, nesse conceito, você não vai atrás de novos consumidores, mas sim, faz com que eles venham até a sua marca. Como? Utilizando de alguns pilares, como o marketing de conteúdo, SEO e estratégias em redes sociais. 

O que “inbound” realmente significa?

Na prática, de forma mais elaborada, o Inbound Marketing é baseado na criação de conteúdo — e no compartilhamento dele — pensando especificamente no público-alvo. Com isso, esse público chega até você por meio das suas próprias pesquisas. Ao procurar um determinado serviço ou produto, um possível cliente pode cair no seu site, e você sabe que ele tem a probabilidade de realizar a compra, já que realmente está interessado no que você tem a oferecer.

O objetivo, então, é sanar as dúvidas do público-alvo, oferecer soluções para as suas dores e mostrar como o seu produto ou serviço é útil para ele. A comunicação aqui pode ser direta, coloquial, leve e assertiva! É possível falar sobre o que você quer vender, mas isso não deve ser o foco, porque a ideia é fornecer informações para que o próprio cliente entenda e conclua que ele pode precisar daquilo. 

Com o Inbound, você atrai tráfego para o site e trabalha para que ele se converta em leads ou em consumidores efetivos. O escritor Seth Godin, em seu livro “O futuro não é mais o mesmo”, diz que  “o marketing que funciona é aquele no qual as pessoas escolhem prestar atenção.”  O Inbound Marketing segue exatamente isso: ele se baseia no interesse do consumidor, e reconhece que nem sempre é preciso estimulá-lo de forma direta e com soluções que muitas vezes podem até ser consideradas invasivas. 

Essa estratégia respeita o espaço do consumidor porque sabe da efetividade de fazê-lo: o público-alvo conquista autonomia e se sente no controle da sua jornada, afinal, ele realmente está.

Quais são as vantagens de utilizar essa técnica?

Existem muitas empresas que ainda se intimidam com o Inbound, por ser uma técnica nova, mas, na realidade, existem inúmeros benefícios em apostar nesse tipo de estratégia. A primeira delas é a economia, já que você tem um retorno sobre o investimento (ROI) maior, porque está falando diretamente com quem se interessa pelo seu produto ou serviço. Ainda há um alto poder de metrificação para você realmente entender como seu investimento tem sido aplicado. 

Algumas estratégias tradicionais, como anúncio em rádio, jornal, revista ou TV,  são difíceis de analisar resultados. As soluções digitais conseguem te mostrar exatamente o quanto do investimento tem sido revertido em novos clientes ou acessos ao site. É possível, portanto, acompanhar todas as etapas da estratégia, além da facilidade em modificar as ações que não alcançaram os objetivos traçados. 

Ainda dá para informar sua clientela e fidelizá-la, já que os leads passarão a te enxergar como uma fonte de conteúdo. Com isso, você pode até modificar a imagem da empresa e ainda torná-la uma referência do setor, aumentando a penetração dela no mercado.

Outra vantagem é a possibilidade de segmentação, já que dá para voltar as ações exatamente para o seu público. Todas essas facilidades aumentam as oportunidades de venda, que, no final das contas, é o principal objetivo, não é mesmo? 

Metodologia do Inbound Marketing


metodologia inbound


Mas como fazer tudo isso acontecer? Basicamente, as etapas são essas aqui: criação de conteúdo convincente que apareça nos resultados de busca, conversão do lead, efetivação da compra e ganha um novo cliente. Entenda uma a uma detalhadamente! 

Atrair

O objetivo de qualquer negócio online é conseguir tráfego qualificado nos canais digitais. Portanto, a primeira etapa do Inbound Marketing é fazer com que essas visitas se tornem regulares, por meio de um conteúdo relevante. 

Converter

No final das contas, tudo isso é feito para que as visitas se transformem em conversões. A ideia é usar essas oportunidades e transformá-las em vendas, e você pode fazer isso a partir de interações como clicar nos seus CTAs, cadastrar o e-mail ou entrar em uma landing page. 

Vender

Entre todos os visitantes, nem todos vão finalizar a compra, mas alguns deles vão. A partir do conteúdo, do UX — a experiência do usuário —, e de um bom branding, é possível encontrar cada vez mais pessoas interessadas pelo seu produto e que você consiga vendê-lo. 

Encantar 

Mesmo quando a pessoa não finaliza a compra naquele momento, o objetivo é sempre encantar o consumidor. No caso de quem não converter, o importante é ter uma lembrança positiva da marca, aumentando a chance dessa pessoa voltar. E para quem finalizar o processo, é essencial que a jornada seja positiva, o que vai fazer com que ela se torne um cliente fiel. 

Diagrama inbound marketing exemplos
Banco Votorantin

Inbound versus Outbound

Em contramão dessa estratégia, existe também o Outbound, que seria o marketing tradicional no qual a empresa vai atrás do cliente de forma ativa. Como dissemos, normalmente isso é feito por propagandas tradicionais em mídias como TV e rádio, ou então outdoors e panfletos. 

Mas também é possível aplicá-lo digitalmente. Sabe quando você assiste um vídeo no YouTube e tem a interrupção de uma propaganda? Ou então quando você recebe e-mails marketing? E quando se depara com pop-ups e banners ao navegar na internet? Tudo isso é Outbound Marketing e ajuda a estimular o desejo do consumidor, mesmo que ele ainda não tenha pensado em adquirir aquele produto. 

E como escolher a metodologia para o seu negócio? Isso vai depender dos seus objetivos, mas a boa notícia é que é possível apostar nas duas estratégias. No entanto, é essencial ter metas concretas para que seja possível definir um planejamento que contribuirá na chegada do resultado esperado. 

Inbound vs outbound


O UX influência no Inbound marketing?

Tanto o UX quanto o Inbound tem o foco voltado para a experiência do usuário. Ambos podem— e devem — ser usados para influenciar o outro positivamente. A ideia dos dois é causar reações positivas no consumidor, e isso pode ser feito por conteúdos relevantes e interessantes, e também com a facilidade de navegação do usuário no seu site ou aplicativo. 

Afinal, não adianta nada o cliente ter à sua disposição informações que ele procura, se não conseguir concluir a sua compra com facilidade. UX e Inbound Marketing, então, são técnicas que se complementam. A jornada ideal é o consumidor chegar no site por meio da busca, consumir o conteúdo, se interessar pelo produto e, por fim, converter. Para isso dar certo, esse processo deve ser fácil, prático e intuitivo.

Quer aplicar o Inbound Marketing no seu negócio? Bom, é possível montar uma equipe especializada dentro da sua empresa, mas isso vai gerar custos elevados. A outra alternativa é contratar um parceiro, como a Attri, que já conta com um time de especialistas em UX, Inbound, e em diversas outras áreas do marketing digital. Se interessou? Então entre em contato com um dos nossos consultores! 

Fique por dentro de tudo que rola no mundo da tecnologia e usabilidade
Receba artigos de especialistas em UX aplicada à tecnologia, com todas as novidades da área.
Basta deixar seu e-mail abaixo.
Obrigado! Sua inscrição foi realizada com sucesso!
Ops! Algo deu errado na tua assinatura. Tente novamente!
UX/UI Design

Prototipação

UX

UX/UI Design

UI/UX Wordpress

Ux